[Idéia] Ander Windrivver

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Idéia] Ander Windrivver

Mensagem por E. Casati em Qui Jul 06, 2017 4:49 pm

Aceito sugestões, críticas, e idéias.

Illuskans de Neverwinter, a família Windrivver se mudou para Red Larch quando Stor Windrivver se aposentou da sua vigília como parte das hostes da Igreja de Helm em Helm’s Hold.

A partir de então, Stor e sua esposa passaram a criar gado e plantar alguns grãos no pequeno povoado de Red Larch, onde puderam criar seus filhos longe das turbulências que acometiam Neverwinter no passado e presente.

Naquela época, apenas Ander havia nascido. Uma criança forte, de cabelos de fogo e olhos azuis como o aço. Desde o dia que segurou sua cria em seus braços pela primeira vez, Stor sabia que Silifrey havia dado à luz a um guerreiro, como havia de ser, pois os Windrivver pertenciam a uma antiga linhagem de guerreiros Illuskan, que remontava à época de Illusk, quando Neverwinter era apenas um assentamento chamado “Eiggerstor” (a tradução do nome em Illuskan). Stor encheu a cabeça de Ander durante a infância com as histórias dos poderosos guerreiros rúnicos, marinheiros destemidos e lendários skalds de seu povo, desde quando eram apenas tribos povoando o Norte da Costa da Espada, até se espalharem e tornarem-se um grandioso povo, colonizando terras mais ao sul, e até mesmo o Vale Dessarin.

Foi após o inverno de 14XX DR que a vida dos Windrivver mudou completamente, quatro anos após nascer o segundo filho da família, Amafrey, uma menina de cabelos amarelos como os de sua mãe e os olhos de aço do irmão. Seguido de três invernos mais rigorosos que o normal, as plantações não floresceram naquele ano, e Stor temia por sua esposa grávida do quarto filho (o terceiro havia morrido no parto dois invernos antes). A situação agravou-se mais ainda quando os druidas disseram que sua amada Silifrey não suportaria o parto. Stor então ofereceu seu filho mais velho aos druidas em troca do favor dos deuses.

De fato Silifrey pereceu ao dar a luz ao pequeno Lander, uma criança mirrada de cabelos escuros e olhos de gelo. Mas as plantações floresceram, e têm florescido desde então. Com o sacrifício de sua amada, Stor pôde criar seus filhos com abundância, e até hoje um altar para Silifrey é mantido na casa dos Windrivver em Red Larch.

E o destino de Ander havia sido selado - tinha 10 anos quando foi morar com os druidas, e só retornou para ver seu pai aos 17 anos, quando seu treinamento havia sido completado, e agora era um patrulheiro do Enclave Esmeralda, um guerreiro que ajudava a manter seguras as estradas e ermos do Vale Dessarin.

O pai e o irmão de Ander ainda moram em Red Larch. O velho Stor deseja que Lander siga seus passos e fique em Red Larch para continuar a linhagem da família. Amafrey foi para Triboar, e se tornou uma guerreira à serviço d’Os Doze, a patrulha montada que ajuda a defender a região dos orcs do Norte.

Ander tenta visitar seu velho pai, mas ultimamente o Vale Dessarin tem ficado mais selvagem do que o de costume, incluindo o clima. O Enclave Esmeralda está preocupado, e são raras as oportunidades que Ander tem para descansar, pois cada vez mais criaturas e monstros assolam a região.


Personalidade: Ander Windrivver é austero, mas educado, e possui um profundo respeito pelas tradições e pelos deuses (especialmente Helm, Chauntea e Mielikki, que considera patronos do dever que Ander desempenha no Vale Dessarin), traços que herdou da educação recebida de seu pai (Lawful). Ander acredita no bem e foi ensinado a acreditar que é seu dever proteger as pessoas que não podem se proteger sozinhas, e tem motivações pessoais para defender o Vale Dessarin - sua família (Good). Ele não considera seu irmão culpado pela morte da mãe, mas sabe que seu pai, no fundo, ainda nutre um certo ressentimento, apesar de não admitir. Embora não tenha convivido com Lander, Ander tenta reparar isso, e trata seu irmão com muito afeto sempre que o visita. Em contrapartida, apesar de não ver Amafrey desde que deixou Red Larch para ser educado pelo Enclave Esmeralda, Ander possui um afeto profundo pela irmã.

Os muitos anos viajando e patrulhando o Vale Dessarin deram a Ander uma certa fama que ele não gosta de desfrutar. Mas ele usa a hospitalidade dos habitantes do Vale a favor de seu dever, ouvindo histórias e rumores, e também espalhando-os quando servem aos propósitos do Enclave Esmeralda.


Personality Traits:
• I judge people by their actions, not their words.
• I’m confident in my own abilities and do what I can to instill confidence in others.

Ideal:
• Respect. People deserve to be treated with dignity and respect.
Bond:
• I protect those who cannot protect themselves.
Flaw:
• TBD

Raça: Human (variant)
Class: Bard (College of Valor)
Background: Folk Hero
Skills: (bg) Animal Handling, Survival, (r) Perception, (c) Athletics, Nature, Stealth
Tools: Horn, bagpipes, lute, woodcarver's tools, vehicles (land)

O conceito do PJ é pra ser um “Passolargo” mesmo, só que menos isolado, mais sociável.

O DM deixou mudar as perícias do BG, então uma opção é trocar Animal Handling por Nature, e (nas de Classe) Nature por Persuasion.

A idéia é ser versátil pra lutar com arco e corpo-a-corpo. O feat de Humano provavelmente será Alert, ou outro que complemente o conceito (pensando seriamente em Skilled pra History, Insight e +1).



Imagem provisória

_________________
Hunting Grounds: Chapel Hills
uma crônica de Lobisomem: os Destituídos.

Appalachian Moonrise
uma crônica de Lobisomem: o Apocalipse.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Idéia] Ander Windrivver

Mensagem por pp90 em Seg Ago 07, 2017 10:42 pm

Muito bom, gostei da temática.
avatar
pp90
Orc Slayer

Mensagens : 40
Data de inscrição : 28/11/2016
Idade : 28
Localização : No plano dos Gif's

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum