Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Qui Mar 09, 2017 5:11 pm

O Conto dos Emissários de Ulmo

Prelúdio:
A Permissão de Manwë

Nem o banimento que Manwë impôs sobre os Noldor poderia impedir que a dor e sofrimento causado por incontáveis anos chegasse às praias de Aman ou aos belos portos de Alqualondë.

Embora o fratricídio ainda estivesse vivo no coração dos Teleri, alguns ainda se apiedaram do destino dos Povos da Terra-Média, que se viram trancados entre a guerra travada contra Melkor pelos filhos da fúria, os descendentes de Feänor.



O Fratricídio de Alqualondë

Dentre os Valar, apenas Ulmo insistia em convencer Manwë a quebrar seu banimento, mas o rei dos Valar era irredutível a este respeito, pois ele, que muito sabia, aguardava ansiosamente por aquele que cumpriria a profecia e pediria perdão pelos pecados dos homens e dos elfos. Apenas assim os Valar combateriam Melkor e dariam fim à Guerra das Silmarills.


Ulmo diante de Tuor, nas praias de Vinyamar

Mesmo irredutível a respeito do banimento, Manwë se arrependeu da dureza com que tratou Ulmo quando realmente entendeu a compaixão que este sentia pelos povos do leste, além Belegaer, o Grande Oceano, pois Ulmo estava em todos os lugares onde a água corria, desde uma breve nascente até o imenso mar que rodeava o mundo. Ulmo sentia, ouvia e via os sentimentos dos Povos e nada podia fazer para auxiliá-los.


Manwë, Senhor dos Ainur e Rei de Arda

Manwë, então, impôs uma condição a Ulmo:

- “Encontre um representante dos Elfos Cinzentos que tenha se apiedado dos Noldor e tenha perdoado o Fratricídio. Traga-me também outro representante, um Noldor de Aman, que possa convencer alguns dos seus a partir para leste e ajudar seu povo. Por meio deles permitirei que você interfira nos eventos da guerra, pois prevejo que o escolhido precisará de ajuda.”

- “Eu o proíbo, entretanto, de se mostrar em sua forma. E de divulgar sua empreitada para os Povos. Você deverá escolher aqueles que no mundo saberão desta permissão, seja entre os Primogênitos (Elfos), ou os Herdeiros (Homens), ou os Filhos de Aulë (Anões).”

- “Por fim, eu ainda acrescento: aqueles que aqui estão e que desejarem partir de Aman não estarão sob júdice da maldição de Mandos, mas apenas se seus corações e mentes não desejarem seguir a trilha dos filhos de Feänor, e resistirem a tentação de obter ou, sequer, tocar as Silmarills. Se o fizerem, receberão em resposta a minha fúria, pois trairão minha benção, mal este cujo perdão jamais se dará por nenhuma profecia.”



O litoral de Aman, e Valinor

Ulmo aceitou as condições de Manwë e, como dito, conseguiu entre os elfos de Aman aqueles que o seguiriam às terras orientais de Arda, para ajudar os homens e elfos e todos os seres a confrontar um mal que eles mesmos desconheciam.

A chegada dos elfos de Aman aos portos da Ilha de Balar trouxe grande comoção entre os habitantes daquela região, pois eram vistos imponentes como os próprios Mayar, mas eram poucos. Tão poucos que a esperança se tornou dúvida, e a dúvida deu lugar à comum ira pelo esquecimento dos Valar.

Mas estes tinham um propósito. E procuraram entre aqueles os que Ulmo marcou como seus escolhidos. E uma comitiva foi formada, talvez a primeira união entre os vários povos da Terra Média em favor de um bem comum. Os fatos gerados por estes protagonistas, porém, jamais seriam contados nos relatos do tempo de Arda ou qualquer canção de Elfos, Homens ou Anões, pois esta havia sido a proibição de Manwë. Mas em Valinor seus feitos são até hoje celebrados.


Última edição por E. Casati em Qui Mar 09, 2017 6:19 pm, editado 3 vez(es)

_________________
Hunting Grounds: Chapel Hills
uma crônica de Lobisomem: os Destituídos.

Appalachian Moonrise
uma crônica de Lobisomem: o Apocalipse.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Qui Mar 09, 2017 5:22 pm

Os Emissários de Ulmo


Ithildir foi chamado por Ulmo nas praias de Aman. Ali, o Senhor das Águas lhe ofereceu uma demanda: voltar à Terra-Média para convencer os Povos Livres a lutar contra a Sombra de Morgoth sem perseguir o mesmo destino dos Filhos de Fëanor. Mas havia uma proibição: nunca dizer a ninguém de ser um enviado de Ulmo. E assim ele partiu para o leste, atracando nos Portos de Balar, onde procurou Círdan, o Armador, líder dos Eldar n'aquela parte da costa de Beleriand, e o convenceu a convocar um Conselho para formar uma comitiva encarregada de expulsar a Sombra d'aquele lugar.

Celebeth foi atraído para as praias de Vinyamar durante uma de suas caçadas, ouvindo um chamado do mar, como se fosse o som das próprias Ulumúri, as trompas de Ulmo. Ali, ele adormeceu. Naquele sonho, o Senhor do Mar apareceu imponente diante do Sindar e disse com sua voz de trovão: "- Você, cujo coração perdoou o fratricídio e se compadeceu do destino dos Noldor, será meu escolhido para agir nestas terras, nos lugares que não posso alcançar. Parta hoje para Balar, e nos Portos do Armador você saberá o que te espera." Mas sobre Celebeth, Ulmo rogou uma maldição: "- Você é apenas Celebeth, o Caçador, e nunca se encontrou com as Ondas e os Mares. Se algum dia revelar minha intenção sobre isto, que a maldição de Mandos sobre os Noldor caia sobre ti e tua casa também!". Desde então, Celebeth é levado por estes sonhos frequentes, que o guiam a cumprir sua missão.

Thrór há muito caça orcs e outras criaturas de Morgoth nas regiões de Belegost, e, quando seu povo recebeu uma convocação para enviar líderes a um conselho que se reuniria em Balar, ele se ofereceu de bom grado. O filho de Grór jamais abandonaria uma oportunidade de mostrar aos Eldar como se luta contra os servos do Inimigo.

Argalad pertence à Casa da Hador, a mais nobre das Três Casas dos Homens, leal à Casa de Fingolfin. Um campeão da Casa de Hador e servo leal da Casa de Fingolfin, ele há muito luta contra as hordas do Inimigo, para manter segura a terra severa de Dór-Lomin. Pela localização destas terras, por muitas vezes Argalad e seus homens serviram como a primeira resistência contra as investidas do Inimigo contra Beleriand. Ao ouvir o chamado de Círdan sobre o Conselho que se reuniria em Balar, ele prontamente se ofereceu para ser o representante dos Homens e da Casa de Hador e Fingolfin.

_________________
Hunting Grounds: Chapel Hills
uma crônica de Lobisomem: os Destituídos.

Appalachian Moonrise
uma crônica de Lobisomem: o Apocalipse.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Qui Mar 09, 2017 6:12 pm

Cena I:
O Primeiro Conselho

Em um pequeno salão com vista para a Baía de Balar se encontram representantes dos povos vizinhos (os Primogênitos de Illúvatar, os Herdeiros e os filhos de Aulë). Não mais que duas dezenas de pessoas, alguns desconhecidos vitoriosos e outros nobres representantes das casas dos elfos, anões e homens.


Os portos de Balar

Nesta noite de águas calmas e brisas suaves que varrem as bordas dos portos na ilha de Balar, a luz de castiçais agita-se, fazendo com que as sombras daqueles ali presentes movimentem-se para um lado e para outro, num reflexo perceptível para os mais atentos.

Havia silêncio. Não um silêncio fúnebre de pesar, mas um silêncio sério e preocupado. Pois tal reunião dos Povos da Terra-Média poderia definir ou não o futuro da grande guerra contra as forças de Morgoth, mas cujo sacrifício poderia ser alto para aqueles que aceitassem o chamado.

E o chamado havia sido aceito. Liderado por Ithildir, a mando de Ulmo, e Círdan, o Armador, aquele conselho aguardava apenas que os bravos se manifestassem. E assim foi feito.

Celebeth, um caçador de Doriath, que não guardava o rancor dos Teleri contra os Noldor pelo Fratricídio de Alqualondë, escolhido por Ulmo. Celebeth sabe que o fratricídio foi obra dos Filhos de Fëanor, e apenas deles.

Thrór, filho de Grór, que busca nada mais do que segurança para seu povo em Belegost. Ele possui a força de Aulë, tendo seu machado ceifado a vida de inúmeros orcs.

Ithildir, a luz élfica do oeste, encarregado da comitiva. Embora tenha sido uma das mais fortes vozes na revolta dos Noldor, ele nunca aceitou o Fratricídio de Alqualondë, onde em nada participou e nada pôde fazer para evitar. Embora crente que derrotar Morgoth esteja além da força dos Eldar, ele decidiu assumir o fardo desta comitiva, em busca de perdão para os Sábios.

Argalad, Campeão da Casa de Hador e guerreiro experiente, o nobre Argalad carrega nesta comitiva o Estandarte da Casa de Fingolfin, que traz esperança para os corações pesarosos dos Eldar.

Três dias se passaram desde aquela reunião e, então, Círdan, o Armador, veio a vocês. Um elfo distinto, pois ostentava uma enorme barba prateada bem cuidada. Seus cabelos longos eram do mesmo tom.



Círdan, o Armador

Ele diz com um tom pesaroso:

- "Um pesado fardo é depositado em vossos ombros. Mas não mais pesado que o negro futuro que nos espera se os eventos não conspirarem a nosso favor. Eis aqui sua primeira demanda."

- "Vocês deverão partir para o norte de Taur-im-Duinath, a Floresta entre Rios. Lá foram avistadas inúmeras crias de Ungoliant cujos elfos negros requerem ajuda para exterminar. Mais detalhes não nos foram apresentados, e, se nada mais necessitam, o barco os aguarda."



Mapa de Beleriand (clique para ampliar)

OPÇÕES:

1. Seguir para os portos, e tomar a embarcação para Beleriand.


Modo Tutorial:

Spoiler:
Sugiro que alguém use Explorar (Insight), pra narração se estender e vocês entenderem um pouco melhor como o jogo vai funcionar.

_________________
Hunting Grounds: Chapel Hills
uma crônica de Lobisomem: os Destituídos.

Appalachian Moonrise
uma crônica de Lobisomem: o Apocalipse.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Felipe Savino em Qui Mar 09, 2017 6:40 pm


Enquanto olho para o céu, iluminado pelas estrelas cintilantes que preenchem o firmamento, ouço as palavras de Círdan, tentando entender o que mais o Armador pode querer nos passar. Explorar (Insight). Passo a mãos em meus cabelos, imaginando a jornada à frente, lembrando de minha demanda a qual seguirei até os mais profundos e escuros domínios de Morgoth, e digo:

- "Nada tema, pois são as crias do escuro que devem temer aqueles que buscam o bem de Arda. Não é mesmo companheiros?"
avatar
Felipe Savino
Dungeon Master

Mensagens : 130
Data de inscrição : 28/11/2016
Idade : 27
Localização : Cuiabá

Ver perfil do usuário http://zandor.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por João A. em Sex Mar 10, 2017 7:40 am

-''Não temo por mim Ithildir, temo pelas vidas que defendo em Dór-Lomin, as ofensivas de Melkor no norte estão cada vez mais fortes, tudo que mais quero é marchar para Angband e destruir o Poder Negro do Norte. Não sei mais quanto tempo meu povo ainda pode lutar, esperava deste conselho uma saída mais célere.''

Por mais que meu corpo esteja em Balar, meus pensamentos não saíram de Dór-Lomin.


Obs: Qualquer erro manda um PM para eu corrigir.
avatar
João A.
Goblin Slayer

Mensagens : 17
Data de inscrição : 06/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Ygor Peluso em Sex Mar 10, 2017 8:09 am

Rumamos através de uma longa estrada para aportar em Balar, uma porção de terra rodeada por águas profundas. Já não bastasse este ser o lugar mais inadequado para um anão, me vi rodeado por elfos. Elfos por todos os lados!
Instruí minha comitiva a aguardar as ordens na costa, montando um acampamento discreto. Apenas tomei por companhia me primo e um jovem anão de nossa casa.
Nos reunimos em um pequeno salão com umas vinte pessoas. Muito se discutiu e no final, Círdan, um elfo de aspecto estranhamente confiável, explanou a nossa demanda: Eu, dois elfos e um homem deveríamos nos unir para realizar ações contra o inimigo em território avançado. Uma missão digna, a despeito da companhia!
Ao menos haveria um homem entre nós - Argalad, um jovem vigoroso sobre o qual ouvi grandes feitos. Teria, afinal, alguma criatura inteligível com quem racionalizar quando não estivermos esmagando o inimigo.
Ordenei que todos os valentes que me acompanharam até aqui retornassem à nossa montanha. Eu ficaria e me encarregaria de trazer honra a nosso povo. E parece que como primeiro objetivo, esmagaríamos insetos!
avatar
Ygor Peluso
Orc Slayer

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/02/2017
Idade : 20
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Sex Mar 10, 2017 11:00 pm

Ithildir: Wisdom (Insight) → Sucesso Automático.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.


Não foi difícil perceber o semblante de pesar nos olhos do Armador. Ele que já muitas vezes enviara muitos dos seus em outras demandas, e que nunca mais retornaram, estava fazendo agora novamente. Não mais que algumas luas antes deste Conselho, o Armador havia enviado sete navios para Valinor para pedir auxílio, e todos haviam naufragado, sem sobreviventes. Quando viu Ithildir atracar em seus portos, Círdan se encheu de esperança, que logo cessou. Mas o Armador tinha que crer, tinha que ter certeza de que esta comitiva teria sucesso. Então disse, ainda com pesar, mas tentando oferecer confiança:

- "Morgoth não age em pequenas demandas e ele não tem poder sobre a prole de Ungoliant, embora isso não signifique perigo menor. Sua missão possui importância acima de muitas outras maiores, pois um Homem de grande importância para os Povos Livres cruzará as trilhas vizinhas e estas precisarão estar seguras para sua passagem."

- "Eu tenho aqui um resquício da Luz Prateada de Telperion, cujo brilho foi colhido da primeira seiva por Yavanna. Embora não se compare em brilho e beleza à luz da própria Telperion, ou mesmo das Silmarills, nenhuma cria da penumbra resistirá à claridade radiante do brilho contido nesta jóia. Tomem para si e que ela os guie a seu destino."



A Jóia de Yavanna


Opções:
1. Seguir para os portos e tomar a embarcação para Beleriand.
2. Pegar a Jóia de Yavanna, seguir para os portos e tomar a embarcação para Beleriand.

_________________
Hunting Grounds: Chapel Hills
uma crônica de Lobisomem: os Destituídos.

Appalachian Moonrise
uma crônica de Lobisomem: o Apocalipse.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Shox em Sab Mar 11, 2017 12:52 am

Ouvindo a todos com atenção e legítimo interesse, dirijo a palavra a Argalad e Ithildir:

"Paciência nobre Argalad. Vejo uma preocupação legítima para com seu povo, mas perceba a sabedoria por trás da reunião que se passou. Assim como ajuda veio do além-mar na figura de Ithildir, ajuda chegará também ao seu povo em Dór-Lomin. Aqui é apenas o começo de uma grande jornada"

"Ithildir, confio que teu otimismo nos guiará a inúmeros sucessos. Enquanto permanecermos unidos e sob a luz prateada de Telperion, realmente não há o que temermos."

E virando agora para Círdan com a devida reverência, digo a ele:

"E assim será feito, meu senhor."

E me preparo para seguir para os portos e tomar a embarcação para Beleriand.
avatar
Shox
Escritor

Mensagens : 101
Data de inscrição : 29/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Ygor Peluso em Sab Mar 11, 2017 2:52 pm

Meu machado está sedento por um pouco de ação!

Sigo impaciente em direção aos portos e me junto aos demais na embarcação para Beleriand.
avatar
Ygor Peluso
Orc Slayer

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/02/2017
Idade : 20
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Felipe Savino em Sab Mar 11, 2017 7:09 pm


-"Círdan, apenas vendo tal luz prateada, da própria Telperion, meu coração de esperança enche-se, mas do pesar de tempos passados também, lembro-me do poema Aldudénië, de Elemmírë, que tão profundamente toca os corações dos Noldor. Aceito a jóia de Círdan. Agradeço-lhe profundamente, pois não só as crias de Ungoliant e as outras criaturas da Penumbra afastar-se-ão, mas meu coração sentir-se-á mais aquecido e esperançoso."

-"Adeus, nobre Armador, que a lembrança d'As Árvores também esteja presente em vosso coração, e que vossas demandas sejam também completadas. Espero ver-lhe novamente." Faço uma reverência para Círdan e retiro-me junto com os outros em direção ao porto.

Enquanto seguro a jóia, percebo o quanto nossa demanda é deveras importante, e que não há lugar para sombra em nossos corações. Um leve sorriso aparece em meus lábios enquanto sigo Argaland, Celebeth e Thrór.
avatar
Felipe Savino
Dungeon Master

Mensagens : 130
Data de inscrição : 28/11/2016
Idade : 27
Localização : Cuiabá

Ver perfil do usuário http://zandor.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Sab Mar 11, 2017 7:58 pm

Cena II:
O Nevoeiro na Costa de Beleriand


Com a Jóia de Yavanna em posse de Ithildir, os quatro partem de Balar, em um dos navios brancos em forma de cisne dos Falathrim, construído pelo próprio Círdan.

A viagem até a costa de Beleriand foi tranquila. Ossë, o Senhor das Tempestades, servo de Ulmo, dificilmente vocifera sobre os navios dos Falathrim, os navegantes, os quais possuem Círdan como líder. Pelos mais antigos é lembrado o dia que grande amizade nasceu entre o Maia Ossë e os elfos dos portos de Falas.




Ainda algo não estava certo. Vinda do continente, uma densa neblina avançava sobre o oceano. Embora a região fria e úmida precipitasse a ocorrência de fenômenos similares, algo ali não estava certo, não parecia natural. Foi possível sentir o vazio e a dor quando, finalmente, vocês entraram no corpo do nevoeiro.

Gloriel, a Navegante, era como chamavam a donzela dos mares capitã da tripulação de outros quinze elfos cinzentos. Alta, de longos cabelos negros presos em uma trança para não esvoaçarem ao vento, possuía uma atitude resoluta frente à viagem, mas despreocupada, afinal, era experiente e já tinha feito esta travessia várias vezes. Ao lado dela vocês vislumbram esta cena preocupante, sem experiência suficiente para imaginar que perigos podem surgir das sombras nebulosas.



Testes passivos de Wisdom (Insight) e Wisdom (Perception):

Vocês percebem a tripulação preocupada. Enquanto alguns trabalham vagarosamente, outros aguardam ansiosos a decisão da capitã, que, agora, também transpira em preocupação.

Contornar o nevoeiro não é uma opção. É possível ver os picos afiados das rochas que brotam do mar ao redor, fora da trilha nas águas. Retornar à Ilha de Balar ou aguardar no mar fora do nevoeiro é possível, mas não parece digno para este grupo de escolhidos com uma missão tão importante. Embora a capitã aparente querer tomar decisão similar, os povos da costa podem estar em perigo.


Opções:
1. Aguardar a decisão da capitã.
2. Convencer a capitã a seguir adiante. (Desafio de Perícia)

Modo Tutorial:

Spoiler:
Lembrando mais uma vez que vocês SEMPRE tem as opções Recuar e Explorar (qualquer perícia, Nature, etc).
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Shox em Sab Mar 11, 2017 9:25 pm

Percebendo a preocupação no semblante da tripulação, ando em direção da proa para tentar talvez enxergar algo no meio daquele nevoeiro todo. Explorar (perception)

Depois, me virando para falar com a capitã, digo o seguinte para ela:

"Capitã, se não estivermos longe da costa sugiro atravessarmos este nevoeiro. Os povos da costa podem estar em perigo, pois sinto um vazio e uma dor dentro de mim."
Tento convencer a capitã a seguir adiante. (persuasion)
avatar
Shox
Escritor

Mensagens : 101
Data de inscrição : 29/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por João A. em Dom Mar 12, 2017 12:00 am

Vejo a preocupação no rosto da capitã, contudo como não  tenho tanta conhecimento sobre os mares quanto ela, deixo a sua experiência nos guiar.

A névoa me preocupa, tento subir no mastro para ver se consigo observar algo - EXPLORAR  (PERCEPTION).


Última edição por João A. em Seg Mar 13, 2017 9:55 pm, editado 1 vez(es)
avatar
João A.
Goblin Slayer

Mensagens : 17
Data de inscrição : 06/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Ygor Peluso em Dom Mar 12, 2017 2:25 pm

O movimento do navio só agravava meu desconforto e a idéia de não poder contar com terra firme sobre meus pés exauria qualquer resquício de meu bom humor. E parece que não sou o único, pois via nos olhos dos tritripulantes dúvida tal qual nos dos marujos de primeira viagem.
Nada posso fazer nesta barca, senão aguardar que atinja a costa da maneira mais suave possível. Deixo nas mãos dos perito a decisão de seguir ou aguardar.
Só espero que não permitam que nossa jornada termine de encontro a algum rochedo.
avatar
Ygor Peluso
Orc Slayer

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/02/2017
Idade : 20
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Dom Mar 12, 2017 10:26 pm

Celebeth: Wisdom (Perception) para enxergar algo em meio ao nevoeiro. → 5+6 = 11. Falha.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.

Celebeth: convencer a capitã é um Desafio de Perícias.
Cada jogador pode contribuir com apenas uma perícia, que não pode ser repetida. As perícias para este desafio são Charisma (Persuasion) (utilizada por Celebeth), Charisma (Intimidation), Wisdom (Insight) e Intelligence (Lore).


Argalad: Wisdom (Perception) para enxergar algo a partir do mastro do navio. → 14+5 = 19. Sucesso.
PV atual Argalad: 21/22.

A partir da proa, Celebeth não pode ver nada além de poucos metros de seus olhos. Toda a redondeza está obscurecida pelo nevoeiro.

Conforme Argalad subia no mastro, ele notava que a névoa subitamente tomava conta desta parte do mar, e pôde vislumbrar a costa por um instante - notando que está muito próxima - antes da névoa tomar o lugar por completo. É impossível distinguir qualquer forma em meio à névoa. O lugar também ficou coberto em um silêncio mortal. O canto das gaivotas e outras aves desapareceu. Tudo o que é possível ouvir é o barulho da água contra o casco do navio, a madeira se retorcendo, e as cordas esticadas. As velas também estão silenciosas, pois o vento cessou. Argalad sente uma estranha sensação de morte...

A tripulação do navio está em silêncio.


OPÇÕES:

1. Aguardar a decisão da capitã.
2. Convencer a capitã a seguir adiante. (Desafio de Perícia)
3. Recomendar à capitã a abaixar as velas e seguir a viagem a remo pelo nevoeiro, já que a distância até a costa não é grande.
4. [Wisdom (Insight) ou Charisma (Persuasion)] Questionar porque a capitã teme este nevoeiro.
5. [Intelligence (Lore)] Tentar identificar que fenômenos influenciam o nevoeiro.
6. [Intelligence (Nature)] Examinar melhor as condições do nevoeiro.


Última edição por E. Casati em Ter Mar 14, 2017 6:34 am, editado 1 vez(es)

_________________
Hunting Grounds: Chapel Hills
uma crônica de Lobisomem: os Destituídos.

Appalachian Moonrise
uma crônica de Lobisomem: o Apocalipse.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Felipe Savino em Seg Mar 13, 2017 10:42 am

Me aproximo de Thrór, e em Sindarin falo:
-"Nada tema, filho de Óli, chegaremos a salvo na costa, e lá gostarei de ver seu machado em ação contra as crias de Ungoliant."

Olhando para Argalad, penso.
Esse Homem parece ser uma pessoa nobre, bons ventos o levaram à Balar.

Viro-me para a capitã e falo:
-"Gloriel! Melhor baixar as velas, sem vento algum elas apenas nos atrapalharão. Argalad viu que a costa está próxima, poderíamos ir remando até lá. O que a faz temer este nevoeiro?" Questiono a capitã a me dizer por que ela teme o nevoeiro com Persuasion.

Enquanto isso, observo melhor esse nevoeiro para tentar identificar seus fenômenos. Examinar o nevoeiro usando Lore.


Última edição por Felipe Savino em Seg Mar 13, 2017 4:16 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Felipe Savino
Dungeon Master

Mensagens : 130
Data de inscrição : 28/11/2016
Idade : 27
Localização : Cuiabá

Ver perfil do usuário http://zandor.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Ygor Peluso em Seg Mar 13, 2017 11:41 am

Claramente as coisas não vão bem. Os marujos estão calados e inquietos. Não imagino a razão disto.

Pela minha barba! Devem ter percorrido essa rota por incontáveis vezes... Até mesmo a capitã está com um semblante inseguro.

Ithildir, o elfo, se aproxima e me oferece sua cortesia obsequiosa, tentando acalmar-me. Eu respondo - "Não há nada aqui que poderia oferecer temor a este anão, mestre Ithildir. Mas de fato a minha grande percepção das coisas me faz desconfortável. O que há de se fazer, se até mesmo a feição da capitã nos rouba a confiança?"

O elfo então se vira e questiona a capitã a respeito da  névoa e sugere que baixem as velas.

Encaro a capitã tentando decifrar aquele temor em seus olhos e questiono - "Ithildir está certo! O que há de errado com algo tão trivial quanto este nevoeiro?" (Insight)
avatar
Ygor Peluso
Orc Slayer

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/02/2017
Idade : 20
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por João A. em Seg Mar 13, 2017 8:19 pm

Me encaminho para a capitã:
-"Capitã, a costa está perto, devemos tomar cuidado com a velocidade que o barco se encontra, porem ao mesmo tempo quero chegar a terra o mais rápido possível, algo não está bem, espero que você confie em nós para ajuda-la caso algo esteja saindo do plano. Charisma (Persuasion)] Questionar porque a capitã teme este nevoeiro
avatar
João A.
Goblin Slayer

Mensagens : 17
Data de inscrição : 06/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Ter Mar 14, 2017 6:27 am

Ithildir: Charisma (Persuasion) para questionar a capitã sobre seu temor quanto ao nevoeiro. → 3+8 = 11. Falha.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.

Ithildir: Intelligence (Lore) para observar melhor o nevoeiro para tentar identificar seus fenômenos. → 1+4 = 5. Falha.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.

Thrór: Wisdom (Insight) para tentar decifrar o temor nos olhos da capitã. → 16+1 = 17. Sucesso.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.

Argalad: Charisma (Persuasion) para questionar porque a capitã teme este nevoeiro. → 6+3 = 9. Falha.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.
PV Atual: 21/22.


Capitã Gloriel abaixa os olhos enquanto é questionada por todos. Há um luto profundo em seu semblante e, por um momento, parece que a donzela dos mares está chorando - algo percebido apenas por Thrór. Seja o que for que a preocupava, era algo que atormentava o interior de sua alma. Ela suspira profundamente, levanta o olhar para encará-los com seu espírito recuperado, em uma expressão forte e determinada, e não lhes permite saber o que tanto a afligia.

Exceto por Thrór. De alguma forma o anão conseguia enxergar através daquela fachada. Ele viu em Gloriel profundos luto e pesar por seu povo, como se, de alguma forma, aquela neblina a lembrasse de tragédia e perdas passadas.

Com cautela, Capitã Gloriel aceita a proposta de Ithildir e Argalad, e ordena à tripulação abaixar as velas e descer os remos.

O navio em forma de cisne começa a deslizar preguiçosamente, empurrado pelos remos, sobre as águas em direção à praia.

Além do som do mar e dos remos, somente os gritos compassados da Capitã ditando o ritmo dos remos podem ser ouvidos, e a sensação de desolação e isolamento aumenta.

Aos poucos, essa sensação piora, e há a impressão de que não era apenas o perigo da fúria marítima que pairava no ambiente. Por entre a neblina, múltiplos vultos voadores arremetiam e mergulhavam, embora não sendo possível distinguir suas formas.


OPÇÕES:

1. [Wisdom (Perception)] Examinar melhor os vultos.
2. [Intelligence (?)] Investigar a origem dos vultos.
3. [Intelligence (Nature)] Examinar melhor as condições do nevoeiro.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Shox em Ter Mar 14, 2017 10:48 am

Ainda sentido a sensação ruim de vazio que a neblina transmite, ando em direção ao meio do barco (onde imagino ficar o mastro principal), saco meu arco colocando uma flecha pronta para ser atirada ao menor sinal de perigo, e tento examinar melhor os vultos. (Perception).

"Fiquem atentos! Há alguns vultos no nevoeiro"

E me posiciono silenciosamente perto do mastro como um caçador à espera de sua presa. (Stealth)
avatar
Shox
Escritor

Mensagens : 101
Data de inscrição : 29/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Felipe Savino em Ter Mar 14, 2017 11:37 am


Finalmente percebo o porquê do temor de Gloriel, e o que vejo não me deixa tão tranquilo. Porém não serão sombras que farão nossa demanda falhar. Busco em minha memória por algo que possa ter lido ou ouvido falar sobre essas sombras. Lore

Olho para os outros ao redor do barco, e para Gloriel, anuo com a cabeça em sinal de companheirismo.

Observando Celebeth puxar seu arco e se preparar para um possível embate, puxo a luz de Telperion de baixo de meu colete, deixando-a a vista para mostrar que os Valar estão conosco. E vou até a proa para ver melhor estes vultos. Perception


Última edição por Felipe Savino em Qui Mar 16, 2017 11:35 am, editado 1 vez(es)
avatar
Felipe Savino
Dungeon Master

Mensagens : 130
Data de inscrição : 28/11/2016
Idade : 27
Localização : Cuiabá

Ver perfil do usuário http://zandor.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Ygor Peluso em Ter Mar 14, 2017 11:49 am

A Capitã nada diz, mas vejo em seus olhos uma intensa dor; talvez uma perda sofrida em meio às brumas marítimas...

Ela segue os conselhos de baixar as velas e o silêncio se estende.

A sensação sufocante só se agravava, até que sombras voadoras surgiram da névoa - vultos rodeavam o navio, mas pouco consegui distinguir em meio ao nevoeiro espesso. Imaginei que pudessem ser grandes morcegos ou aves negras.

Em desafio e na tentativa de espantar as bestas, brando meu machado e ergo minha voz a um brado feroz.(Intimidation)
avatar
Ygor Peluso
Orc Slayer

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/02/2017
Idade : 20
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por E. Casati em Qui Mar 16, 2017 1:00 am

Celebeth: Dexterity (Stealth) para não ser percebido pelos vultos. ?+6 = ?.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.

Ithildir: Intelligence (Shadow-Lore) para investigar a origem dos vultos. 20+3 = 23. Sucesso.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.

Thrór: Charisma (Intimidation) para intimidar as criaturas. 9+0 = 9. Falha.
Não houve gasto de Pontos de Vida pois não foi uma ação extenuante.

Ithildir caminha até a proa do navio, subindo no púlpito da proa, em forma de cisne, como se querendo observar as criaturas mais de perto, e investigar suas origens. Os outros tripulantes olham assustados enquanto o Noldor destemido se aproxima dos espectros.

Então, o profundo pesar que tomou conta do espírito de Gloriel, agora é compreendido por Ithildir, que, por um momento também se deixa tomar conta, mas consegue reunir forças e enfrentar aquele sentimento.


Ithildir: Wisdom saving throw para evitar a influência mental das criaturas. 15+0 = 15. Sucesso.

Olhando de perto, o elfo percebe rostos élficos cadavéricos naqueles vultos, os rostos dos seus irmãos Eldar mortos naquelas terras pelo artifício de Morgoth.

Conforme Ithildir se mantém no púlpito, os espectros parecem agora perceber a presença do navio e seus tripulantes, e tentam avançar em suas direções. Celebeth dispara suas flechas, em vão, e Thrór também desfere golpes na neblina com seu machado e brada em fúria, também em vão. Na verdade, aquilo parece somente atrair ainda mais a atenção das criaturas.

Todos agora as vêem como realmente são. Espectros de incontáveis elfos mortos naquelas terras.

Quando nada parece ajudar, as criaturas são impedidas quando uma luz prateada como a aurora irrompe da proa do navio, quando Ithildir eleva a Jóia de Yavanna sobre a cabeça.

Os espectros se afugentam, e, aos poucos, a luz dissipa a névoa em volta do navio. Enquanto o navio desliza sobre as águas, é possível ainda ver os espectros acompanhando o navio de longe, em uma procissão fúnebre, conforme ele desliza sobre a água pelo restante do trajeto.


OPÇÕES:

1. Avançar até a costa.

_________________
Hunting Grounds: Chapel Hills
uma crônica de Lobisomem: os Destituídos.

Appalachian Moonrise
uma crônica de Lobisomem: o Apocalipse.
avatar
E. Casati
Orc Slayer

Mensagens : 31
Data de inscrição : 14/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Ygor Peluso em Qui Mar 16, 2017 8:13 am

"Hhhh! Fantasmas! Imagino que negócios os mortos teriam conosco..."

Permaneço alarmado enquanto avançamos até a costa.
avatar
Ygor Peluso
Orc Slayer

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/02/2017
Idade : 20
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Shox em Qui Mar 16, 2017 10:48 am

Vejo com pesar o destino que meus irmãos elficos tiveram por obra de Morgoth sendo condenados a vagarem como espectros numa neblina por aquela região.

"Bendita seja a luz prateada de Telperion!...E que destino terrível tiveram nossos semelhantes. Haveria alguma oportunidade de redenção para eles ou estão eternamente condenados a vagarem como espectros?"

Permaneço atento à situação e aguardando pelo avanço até a costa.
avatar
Shox
Escritor

Mensagens : 101
Data de inscrição : 29/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quenta Ulmolinirmë (Tópico do ON)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum